Canal TV da Rádio Gospel Da Covilhã Portugal

Player da Radio

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

A IGREJA COMO COLUNA DA VERDADE


A IGREJA COMO COLUNA DA VERDADE
“Para que, no caso de eu tardar, saibas como se deve proceder na casa de Deus, a qual é a igreja do Deus vivo, coluna e fortaleza da verdade.” (I Tm 3:15)
A Bíblia apresenta a figura da coluna como uma das metáforas da Igreja. Com esta metáfora o apóstolo Paulo pretende chamar a nossa atenção para a natureza e para o papel da Igreja em relação à verdade. Não uma verdade filosófica que se presta às mais diversas e capciosas especulações, mas à verdade divina que serve de base ao verdadeiro relacionamento com Deus e à vida eterna.

 A VERDADE NÃO PRECISA DA IGREJA PARA EXISTIR

 Não foi a Igreja que deu origem à verdade. A verdade veio por Jesus Cristo porque Ele é a verdade: “Porque a lei foi dada por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.” (Jo 1:17).

 A VERDADE TROUXE A IGREJA À EXISTÊNCIA

 A Igreja, na pessoa dos seus membros, experimentou a verdade libertadora de Cristo: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (Jo 8:32); e foi gerada pela Palavra da verdade: “Segundo a sua própria vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas.” (Tg 1:18).

 A Igreja recebeu o pleno conhecimento da verdade: “Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados,” (Hb 10:26).

 A Igreja também recebeu o amor da verdade: “E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para serem salvos.” (IITs 2:10).

 A Igreja conhece bem a verdade: “Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos com acções de graças pelos que são fiéis e que conhecem bem a verdade;” (ITm 4:3)

 A Igreja é o templo do Espírito Santo que é o Espírito da verdade: “Quando vier, porém, aquele, o Espírito da verdade, ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por si mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras.” (Jo 16:13).

 A igreja é santificada pela verdade: “Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade. E por eles eu me santifico, para que também eles sejam santificados na verdade.” (Jo 17:17,19)

 A VERDADE PRECISA DA IGREJA COMO SUA COLUNA

 A Igreja está no mundo, qual coluna, para levantar, erguer, fazer sobressair, evidenciar, realçar ou tornar notória a verdade.
Na sociedade hodierna a verdade encontra-se cada vez mais caída e de rastos.

 A Igreja precisa cada vez mais assumir-se como coluna da verdade por duas razões fundamentais. A primeira prende-se com a vontade expressa de Deus: “O qual (Deus) deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” (ITm 2:4). A segunda tem a ver com a condição que os homens criaram: “Pois trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram à criatura antes que ao Criador, que é bendito eternamente. Amém.” (Rm 1:25).

 COMO É QUE A IGREJA PODE SER COLUNA PARA LEVANTAR A VERDADE

 Através da Evangelização e das Missões.
Proclamando a Palavra da verdade que é o evangelho da salvação para os perdidos:
“No qual também vós, tendo ouvido a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, e tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa,” (Ef 1:13)

 Pela maneira de viver dos seus membros.

Quando estes vivem de acordo com a verdade do evangelho: “Mas, quando vi que não andavam rectamente conforme a verdade do evangelho, disse a Cefas perante todos: Se tu, sendo judeu, vives como os gentios, e não como os judeus, como é que obrigas os gentios a viverem como judeus?” (Gl 2:14). Mas, para viver de acordo com a verdade, é necessário que obedeçam à verdade: “Corríeis bem; quem vos impediu de obedecer à verdade?” (Gl 5:7); não se desviem da verdade: “Que se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição é já passada, e assim pervertem a fé a alguns.” (IITm 2:18); não resistam à verdade: “E assim como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé.” (IITm 3:8); nem desviem os ouvidos da verdade: “E não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas.” (IITm 4:4).

 Praticando a verdadeira adoração.

 Adorando a Deus em espírito e em verdade: “Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.” (Jo 4:24).

 Quando o nosso País está cada vez mais voltado para a idolatria é preciso continuar a levantar a   verdade da verdadeira adoração.

 Oremos e concorramos, especialmente as lideranças, para que a verdadeira Igreja de Cristo, a Igreja do Deus Vivo, no nosso país, se erga cada vez mais, como coluna da verdade, no que concerne à sua vivência, à sua mensagem e à sua adoração. Só assim os portugueses serão libertos do erro que os escraviza e da cegueira espiritual em que se encontram.

Luís Reis

Sem comentários:

Enviar um comentário

TESTEMUNHOS